Retornar para Técnicas Terapeuticas

Aurículo-Acupuntura

Auriculoacupuntura Auriculoterapia ou Auriculo-AcupunturaA Auriculoacupuntura surgiu na China há cerca de 5 mil anos . Muito mais tarde, em 1951, o médico francês Paul Nogier, ficou intrigado quando um de seus pacientes  afirmou ter se curado de uma terrível dor ciática por intermédio de uma curandeira de Marselha, após a  queima de um ponto no interior das orelhas (cauterização). Curioso, Nogier passou a repetir o procedimento em casos semelhantes. O sucesso o incentivou a pesquisar até conseguir completar o mapeamento das orelhas, associando as mais variadas regiões do corpo a pequenos pontos em sua superfície, observando ainda, a semelhança da orelha à posição de um feto de cabeça para baixo. No seu Lóbulo concentra pontos referentes à cabeça e o cérebro. A área Central ou Concha abriga os pontos dos órgãos vitais e a Parte Periférica correspondente aos membros. A Linha Vertical protuberante representa a coluna vertebral.

Este sistema, batizado de Auriculoterapia, foi aproveitado pelos médicos chineses que depois de séculos, revitalizaram a Auriculoacupuntura em seu país.

 HISTÓRIA DA AURICULO – ACUPUNTURA

 Quatrocentos anos  a.C.  os livros de Medicina na China já consideravam que a orelha não era um simples órgão, e que tinha relação com todo o sistema do organismo humano. Em todo o corpo podemos assinalar 12 meridianos sendo 6 Yang e 6 Yin . Os Yangs passam à orelha através da cabeça, os Yins se combinam no corpo com os yangs, de modo que os 12 meridianos chegam igualmente até a orelha.

Faz 2000  anos que a Medicina Chinesa  usa a orelha como base de diagnóstico de inflamação em diversos órgãos .

Ko-Hung relata em seu livro que 500 anos a.C. os chineses já realizavam curas de diversas enfermidades soprando com um tubo dentro do ouvido. Suen-Tsu-Mou, punçando em pontos determinados do ventre, curava Icterícia. No século XVI, mediante a Moxabustão dos pontos superiores da orelha, podia-se curar a catarata.

Os camponeses chineses, mediante punção do Lóbulo da orelha curavam a dor e a irritação dos olhos; raspando a borda da orelha com um pedaço de porcelana, aliviavam as dores do tórax e a diarréia e com leves massagens do Lóbulo, curavam a dor de cabeça.

Porém  na atualidade tem-se usado variados métodos, e desde 1956 é que se começou a usar as agulhas como elemento curativo ; mediante a inserção em 3 pontos do Perímetro da orelha cura-se, por exemplo a amigdalite aguda .

Através de estudos, se descobriu uma série de pontos curativos (atualmente são conhecidos mais de 200 pontos) que foram sendo difundidos pelo mundo todo, contrariando até certo ponto a medicina ocidental, uma vez que esta não aceita totalmente esta prática.

De acordo com as afecções que apresenta um organismo, podem distinguir-se alterações nos pontos da orelha: de baixa impedância, de dor, com maior afluência de sangue, zonas onde os pontos tenham trocado de cor, pequenas erupções, reduzidas bolhas, zonas escamosas ou inflamadas.

De acordo com o aspecto da zona, isto se toma como base de referência para o diagnóstico, tratamento e também anestesia.

Há diversas formas de encarar um tratamento: estimulando com a agulha o ponto correspondente, deixando insertada durante um tempo determinado a agulha, usando agulhas elétricas, injetando distintos líquidos, fazendo chegar calor através da agulha, extraindo sangue, por Moxabustão do ponto, etc.

 VANTAGENS DA AURÍCULO – ACUPUNTURA

 A Auriculoacupuntura reúne uma série de vantagens a saber:

 1.      Tratamento em grupo:

 Pode-se tratar conjuntamente a um maior número de enfermos, sendo escassas as reações negativas. Trata-se por exemplo, endometrite , inflamação do aparelho genital, perda do sentido de equilíbrio, diversos tipos de eczema, pruridos e inflamações da pele, sinusite, disfunção gastrointestinal, impotência, perda de pulso, mal funcionamento endócrino, conseqüências de traumatismos cranianos, deficiências do crescimento, parotidite, otite, etc.

 2.      Tratamento rápido e eficaz: 

 – É um potente analgésico, sendo que em alguns casos a dor pode desaparecer em poucos minutos: golpes externos, fases pós-operatórias, inflamações, torceduras, luxações, deslocamentos, fraturas, úlceras, espasmos gastrointestinais, dores pós parto, cálculos de uretra, etc.

 –  Reduz  imediatamente, alergias, erupções e outras afecções da pele até fazê-las desaparecer.

– Nos tratamentos de urgências como desmaios e insolações, em poucas horas e às vezes em minutos, consegue-se uma normalização da pressão sanguínea do enfermo.

– Potencialmente eficaz em estados febris, abaixando a temperatura, seja por introdução de agulhas ou extração de sangue do ponto correspondente, harmonizando-se o organismo em até 30 minutos .

 – Fácil manejo, dispensando elementos complicados para sua utilização, sendo manual e podendo realizar-se em qualquer momento ou lugar. Ainda que carecendo de agulhas, podem ser usadas agulhas comuns nos pontos determinados, como as de costura, alfinetes, ou outros elementos similares, podendo ainda ser feita a estimulação com a pressão dos dedos sobre a zona, aliviando-se cefaléias, dores estomacais, de torceduras, dores intercostais, etc.

– Fácil aprendizado.

 3.      Método econômico e prático:

 Com poucas agulhas, algodão e álcool, associado ou não a um pequeno detector eletrônico, em poucos minutos pode-se fazer um diagnóstico. Além disso, durante o tempo de tratamento o paciente ainda com as agulhas permanentes, pode prosseguir em suas ocupações habituais, dando prosseguimento ao seu ritmo normal de vida.

 4.      Ausência de transtornos, não causando efeitos colaterais:

 Sua ação limita-se ao órgão afetado. Sua única desvantagem é que, ao introduzir-se a agulha no ponto preciso da orelha, a reação é mais dolorosa que em qualquer outro ponto do corpo. Quando se chega a tocar profundamente em um ponto neuro-vegetativo, reaciona-se ocasionalmente grande peso nos olhos; e ao tocar-se os pontos supra-renais, coração, secreção glandular, rins, etc, produz-se tonteiras, pesos, sensação de vômito, opressão no peito, esfriamento dos membros inferiores e adormecimento geral do corpo. Para interromper tais sintomas, basta retirar um pouco a agulha que os mesmos desaparecerão por completo. Antes de qualquer aplicação, devemos limpar a orelha muito bem com álcool, e as agulhas devem estar esterilizadas para evitar todo e qualquer tipo de complicação.

 5.      Simplicidade no diagnóstico:

 Pode-se fazer mediante a auriculoacupuntura e do detetor eletrônico, um diagnóstico bastante preciso e em poucos minutos, do mal e do órgão afetado (Como apendicites, cálculos biliares e de uretra inflamação de ovários, gravidez extra-uterina, câncer, etc.). Ao contrário do que ocorre em outros métodos quando órgãos afetados estão contidos no tronco, tornando difícil um diagnóstico preciso, e sendo necessário revisões, análises, radiografias, etc.

 6.      Anestesia:

 Aplicando-se a Auriculoacupuntura como anestesia nas operações , faz com que o paciente mantenha seu estado de consciência, assim como as condições normais de pressão , respiração e reflexos vitais , evitando transtornos com as anestesias tradicionais . Pode-se usar ainda em operações de urgência, sendo muito mais efetiva em  extirpação de amígdalas , extrações dentárias e intervenções cirúrgicas do tórax , abdome , membros , nariz , olhos , etc .

Entretanto há certas doenças nas quais não se pode fazer uma cura completa sem o alívio dos sintomas, como na epilepsia, artrose crônica ou edema de pulmão existindo dores (hiperestecia). Por isso no tratamento com as agulhas, busca-se obviamente a cura, mas paralelamente, busca-se também um paliativo dos sintomas, transmitindo-se assim ao paciente segurança e confiança para que ele possa continuar seu tratamento.

A Auriculoacupuntura e a Acupuntura do corpo, acompanhadas de certos medicamentos, podem acelerar o processo de cura, tornando-o mais efetivo.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.