O Tao do Amor e do Sexo ( Primeiras reflexões)

O taoísmo tem um caráter de busca da longevidade, um amor ilimitado pelo presente, pelo Universo e por todas vidas nele contidas que perpassam todas esferas da vida, inclusive com as práticas sexuais e com a forma de encarar o amor, sem a tradicional linha divisória ocidental entre o amor sacro e amor profano.

Para o taoísta toda forma de destruição e desperdício é um mal, devendo assim ser evitado.

Quando observamos o mundo ao nosso redor observamos as milhares de formas que a humanidade e seus mais diversos povos utilizam para se destruírem, fumo, drogas, álcool, alimentação, sexo e hábitos insalubres.

Muitos desses fracassos de homens e mulheres estão fundamentada na desarmonia fundamental entre o Yin e o Yang. O taoísmo já dava respostas positivas para essa questão, indicando que o individuo deveria ser natural. Não deveria abrir mão de suas alegrias sejam elas terrenas ou celestiais. O homem não deveria abrir mão de desejos como anseio pela beleza da forma, som, cheiro, paladar, tato e do amor carnal.

O taoísmo, ao contrário, aconselha-nos a aprimorar o gosto, o viver sadio e a gozar cada vez com mais plenitude, das alegrias terrenas e celestiais.

Para os taoístas não há linha divisória entre essas alegrias terrenas e as celestiais; ambas se juntam no êxtase, pois, na fruição das coisas naturais e artísticas, o taoísta está em comunhão com o Universo (expressão que poderia ser traduzida aqui como Deus).

O taoísmo não acredita que haja saídas para os dilemas da vida e do mundo sem uma abordagem integral e de busca da harmonia entre yin e yang, incluindo aqui amor e sexo. Principalmente se pensarmos que boa parte da ganância, ódio, tristeza e possessividades, advêm da carência de amor ( em sentido mais amplo) e de sexo. Contudo, a origem, a fonte do amor e sexo é inexaurível, tanto quanto o próprio Universo.

Sem harmonia entre yin e yang, fontes da vida e da alegria o que nos resta é a morte e a destruição.

Fique atento(a), vamos criar uma série de textos sobre o Tao do Amor. Se gostou deixe um comentário ou deixe o e-mail para receber atualizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *